Como evito fraudes de cripto P2P e protejo meus ativos?

Publicado em 2 de set. de 2023Atualizado em 5 de jun. de 2024Leitura de 8 minuto901

Fraude é algo tão antigo quanto o tempo. Hoje em dia, os criminosos cibernéticos estão ficando mais inteligentes, aperfeiçoando sua arte à medida que lucram com o crescente interesse pelas criptomoedas. Golpes de criptos são comuns no trading ponto a ponto (P2P), onde um comprador e um vendedor se conectam diretamente sem um terceiro ou intermediário para comprar ou vender criptomoedas.

Na OKX, a segurança e a privacidade de nossos usuários são de extrema importância. Como parte do serviço de custódia da OKX que fornecemos para proteger as transações P2P de nossos usuários, a OKX manterá as criptos para o comprador durante a transação. Os ativos cripto adquiridos só serão liberados para o comprador depois que o vendedor confirmar que o pagamento foi recebido.

Os traders devem entender como estão sendo visados para proteger seus criptoativos e garantir um trading P2P seguro e eficiente. Para combater os casos crescentes de fraudes no P2P, detalhamos os golpes comuns com criptos e fornecemos dicas sobre como evitar ser vítima de tais esquemas.

Como evito fraudes de cripto P2P?

Os golpes com criptos no P2P podem ser evitados com algumas medidas de segurança simples, conforme a seguir:

  • Confirme todas as transações P2P: sempre confirme se recebeu a cripto em sua conta da OKX e a moeda fiduciária em sua conta bancária antes de autorizar a transação, ou seja, enviar o pagamento ao vendedor ou liberar sua cripto da plataforma da OKX para o comprador. Não confie apenas no comprovante transação, pois ele pode ser adulterado.

  • Verifique a identidade do usuário: evite fazer transações por meio de terceiros e certifique-se de que os detalhes da conta de pagamento do usuário correspondam à sua identidade na OKX. Na OKX, os comerciantes P2P verificados são obrigados a concluir uma verificação de identidade de alto nível para proteger melhor seus ativos e solucionar contestações, caso surjam.

  • Abra contestações com o serviço de atendimento ao cliente da OKX: se detectar qualquer atividade suspeita ou não conseguir chegar a um acordo, entre imediatamente em contato com nosso serviço de atendimento ao cliente para obter ajuda. A equipe de atendimento ao cliente da OKX investiga cada caso com seriedade e medidas serão tomadas contra os golpistas.

  • Mantenha sua comunicação estritamente na plataforma da OKX: abstenha-se de usar plataformas de comunicação externas, como Telegram, WhatsApp, Discord, etc., para se comunicar com seu comprador ou vendedor. As conversas realizadas na plataforma da OKX lhe oferecem maior segurança e protegem seus direitos de forma eficaz. Saiba mais sobre suas regras de transação aqui.

  • Não ceda a táticas de intimidação: não se assuste com as táticas de intimidação empregadas pelos golpistas. Crie o hábito de reunir capturas de tela e evidências concretas de suas interações para apoiar sua contestação. Não hesite em abandonar as negociações se elas se tornarem suspeitas.

  • Evite fazer transações fora da plataforma da P2P: as fraudes com criptos em P2P ocorrem quando os golpistas burlam o sistema de garantia de uma plataforma e fazem transações externamente. Limite suas transações P2P à plataforma P2P da OKX para adicionar uma camada adicional de segurança às suas negociações. O sistema de custódia P2P da OKX mantém as criptos negociadas em nossa plataforma e as libera para o comprador somente quando as transações são autorizadas.

Quais os tipos comuns de golpes com criptos em P2P?

1. Recibos falsos

Os golpes de recibos falsos envolvem golpistas que enviam a você um recibo bancário para comprovar suas alegações de que já lhe enviaram dinheiro. Eles também insistirão que o dinheiro foi enviado por meio de uma transação de custódia e só será refletido em sua carteira depois que você liberar seus criptoativos.

Na maioria dos casos, os golpistas usarão uma linguagem forte para pressioná-lo a desistir de seus criptoativos. Esses golpistas também podem manipular facilmente os dados, inclusive recibos, fotos ou capturas de tela.

Como evitar fraudes com recibos falsos:

  • Sempre verifique com atenção sua conta de pagamento para confirmar que recebeu o valor apropriado antes de liberar quaisquer criptoativos.

  • Não se sinta pressionado a liberar seus criptoativos imediatamente. Certifique-se de ter recebido o pagamento em uma conta bancária ou carteira antes de liberar as criptos.

2. Impostores

Alegando ser um representante da OKX, os golpistas podem entrar em contato com você e pedir que libere seus ativos cripto imediatamente para evitar que eles sejam congelados. Esses impostores obtêm suas informações de contato com base no endereço de e-mail ou número de telefone que você fornece ao enviar o pagamento.

Esses golpistas também podem se fazer passar por celebridades ou funcionários do governo para atrair as vítimas e fazê-las doar seus criptoativos. De acordo com a Federal Trade Commission, os golpes com falsificação de identidade de empresas e governos foram responsáveis por US$ 133 milhões em perdas de cripto relatadas desde 2021. Mais recentemente, golpistas se passando pelo CEO da Tesla, Elon Musk, fugiram com mais de US$ 2 milhões em criptoativos.

Como evitar impostores:

  • Não transfira seus ativos digitais para qualquer pessoa que se faça passar por um membro da OKX. Em nenhuma circunstância nossos funcionários do atendimento ao cliente ameaçarão congelar seus ativos ou solicitarão que você libere seus ativos cripto.

  • Certifique-se de que todos os e-mails da OKX sejam enviados sob o domínio oficial okx.com.

  • Sempre instale um código antiphishing para todos os e-mails enviados pela OKX. Um código antiphishing permite que você identifique melhor se os e-mails são legitimamente enviados pela OKX.

3. Engenharia social

Outro golpe comum com criptos em P2P é a engenharia social, em que as vítimas são induzidas a cancelar ou autorizar transações. Por exemplo, os golpistas podem alegar que há um problema com a verificação de identidade ou a conta da vítima e solicitar que a ordem seja cancelada depois que os fundos já tiverem sido transferidos.

Os golpistas também podem tentar anular legalmente suas transferências com seus bancos, alegando que sua conta bancária foi roubada ou hackeada. Nesse cenário, os golpistas podem ainda convencer as vítimas de que a criptomoeda é ilegal ou não está sob a alçada das autoridades locais, a fim de silenciá-las e assustá-las para que desistam do assunto.

Como evitar a engenharia social:

  • Evite cancelar uma transação P2P se você já tiver enviado uma transferência bancária para a conta bancária mostrada na forma de pagamento escolhida na ordem P2P. Evite liberar uma ordem de venda se não vir os fundos em sua conta bancária (ou carteira) adicionadas como forma de pagamento na ordem P2P.

  • Não ceda a táticas de intimidação e manipulação. Reúna capturas de tela e evidências de sua interação com o golpista para que a OKX P2P possa solucionar a contestação.

4. Golpes de estorno

Os golpes de estorno ocorrem quando os golpistas se aproveitam dos recursos de estorno em algumas plataformas de pagamento para reverter ou cancelar o pagamento inicial feito depois que a transação P2P é concluída. O golpe é concluído quando a vítima aprova a transação, resultando na transferência dos fundos de sua conta bancária ou da carteira de cripto.

Como evitar golpes de estorno:

  • Evite usar plataformas de pagamento que suportem estorno, como o PayPal.

  • Não se apresse em aprovar transações P2P. Sempre verifique sua conta bancária ou carteira de criptomoedas para confirmar que recebeu os fundos de sua transação P2P antes de ver o status "Recebi o pagamento" na ordem P2P e autorizar a transferência das criptomoedas.

  • Negocie somente com comerciantes verificados. Os comerciantes P2P verificados na OKX exigem um nível mais alto de verificação de identidade, para que as contestações P2P possam ser tratadas com mais eficiência.

5. Transações em dinheiro em pessoa

Nesse golpe de criptos, os usuários preferem comprar e vender criptomoedas pessoalmente e em dinheiro. No entanto, ao fazer transações off-line, os golpistas podem pagar-lhe com dinheiro falso ou obter o pagamento sem liberar as criptos.

Nesses casos, a equipe de atendimento ao cliente da OKX não pode validar a transação devido à falta de prova legítima. Portanto, os traders que escolherem esse tipo de método de pagamento devem estar cientes dos riscos antes de fazer transações em dinheiro.

Como evitar fraudes em transações em dinheiro pessoalmente:

  • Sempre escolha um local público e seguro para negociar suas criptomoedas pessoalmente. Evite encontros em espaços privados, como a casa de um indivíduo, e valide o endereço da loja do comerciante antes do encontro.

  • Valide se o dinheiro recebido é legítimo e se o valor está correto antes de liberar qualquer ativo cripto.

  • Durante os encontros, leve sempre alguém de sua confiança e nunca vá sozinho ao realizar transações off-line.